Os segurados do INSS que não fizeram a prova de vida junto ao órgão tiveram, nesta terça-feira, dia 18, o benefício bloqueado.

Quem não provou que estava vivo pode ainda ter o valor cassado

Para evitar fraudes, o INSS (Instituto Nacional da Previdência Social) exige que todo segurado que receba, por mais de 12 meses, valores da Previdência Social (aposentadoria, pensão ou auxílios) faça a prova de vida uma vez ao ano, independentemente da idade.

Os segurados do INSS que não provaram que estavam vivos junto ao órgão tiveram, nessa terça-feira, dia 18, o benefício bloqueado. Só na RMC (Região Metropolitana de Campinas), dos mais de 24 mil convocados, 15,7% não compareceram.

 

O procedimento de convocação

O procedimento funciona da seguinte forma: o instituto convoca os segurados que estão listados com benefícios superiores a um ano e os convocam por Correios ou, se houver o celular cadastrado, por SMS. Por esse motivo, deixar os dados atualizados é necessário para receber a convocação.

 

Atualização dos dados

Para atualizar os dados cadastrais, deve-se ir até o INSS ou pode realizá-lo através do site Meu INSS

 

Perdi o prazo, o que devo fazer?

Aqueles que estão com os benefícios bloqueados pela falta de prova de vida possuem um prazo de seis meses para fazer a regularização. Após esse período, o benefício poderá ser cassado.

Quero analisar se recebo o meu benefício corretamente, como proceder?

Muitos segurados não recebem o valor devido da Previdência Social. Isso ocorre porque os cálculos dos benefícios de aposentadoria e pensão concedidos após 1999 podem estar incorretos e os valores estão sendo pagos menores do que deveriam ser. Mas com o pedido de “Revisão da Vida Toda”, a justiça já está concedendo a correção do valor, tendo casos em que o benefício foi corrigido para mais de R$ 3.000,00.⠀

Entretanto, essa revisão não é automática! O segurado deve ingressar judicialmente, com o auxílio de um advogado. Além disso, o especialista em Direito Previdenciário oferecerá orientações e realizará análises em todo o seu cálculo para identificar se há ou não a necessidade do pedido da revisão.

 

Saiba mais sobre a revisão clicando aqui.

📞 Para mais informações sobre a Revisão do Benefício, fale com um dos especialistas em Direito Previdenciário através do WhatsApp (19) 99951-2096

💻 Acompanhe todas as notícias do mundo jurídico em nossas redes sociais!

📷 Instagram: @tinelliferrarini

📱 Facebook: Tinelli Ferrarini Tunissi

Essa publicação tem caráter meramente informativa e não substitui a consulta com um profissional.